Piloto morto em queda de avião reclamou do mau tempo e fez manobra brusca antes de acidente em MS

Avião caiu a 300 metros da lateral da pista
| 06/02/2022
- 13:36
Piloto morto em queda de avião reclamou do mau tempo e fez manobra brusca antes de acidente em MS
(Reprodução)

Antes da queda do avião que matou o piloto Militão Macedo Neto, nesse sábado (5), em Chapadão do Sul, a 330 quilômetros de Campo Grande foi feito contado para pouso devido ao mau tempo. Militão morreu instantaneamente com a queda da aeronave. 

O piloto havia saído de uma fazenda em Água Clara e tinha como destino, uma propriedade em Goiás. Quando estava se aproximando de Chapadão do Sul, Militão entrou em contado com o dono de uma empresa de aviação pedindo para fazer um pouso na pista, já que seu destino estava com mau tempo.

“Eu autorizei imediatamente, ele sempre usou nossa pista, após cinco minutos que falei com ele recebi a informação de que havia sofrido um acidente”, disse o empresário ao site Jovem Sul News.  A aeronave teria sofrido uma instabilidade na sua sustentação, fazendo uma manobra brusca a 300 metros da pista onde deveria pousar.

Pelas imagens é possível ver quando o avião vem sobrevoando a plantação de e de repente cai em uma queda livre com a cabine virada para baixo. Com o acidente o piloto agrícola Militão acabou morrendo no local. 

Equipes da 4ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar), Polícia Civil e Perícia foram acionadas ao local. A aeronave, matrícula PR-JPY, modelo usado para pulverização de defensivos agrícolas, caiu virada para baixo. O piloto era muito conhecido e acabou causando comoção nas redes sociais. 

Veja também

Últimas notícias