Ordem para executar dois em tribunal do PCC saiu de presídio em Campo Grande

Vítimas foram salvas quando eram torturadas pelos faccionados
| 24/02/2022
- 15:20
Armas usadas pelos criminosos foram apreendidas
(Divulgação)

Um dos homens de 45 anos, salvo por policiais militares quando era torturado por membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), na madrugada de quarta-feira (23), no Jardim Centro-Oeste, disse que a ordem para a execução dele e de seu comparsa teria partido de dentro do presídio. Todos tiveram a prisão preventiva decretada nesta quinta-feira (24).

O homem que estava em um barraco amarrado junto de seu comparsa revelou que, eles eram obrigados a fazerem roleta-russa um contra o outro sob ameças de morte dos faccionados. Os homens estavam sendo acusados de terem furtado a casa Felipe da Penha Davalos. Com ele também foram presos: Wellinton Luz da Silva, Romário Bezerra Lopes, Geovane Silva de Jesus Douglas de Arantes do Nascimento e Pedro Henrique de Almeida.

Ainda segundo o homem resgatado, parte dos objetos furtados da casa de Felipe foi trocado por drogas já que a dupla seria usuária. Quando eles foram sequestrados pelos membros da facção e colocados dentro de um veículo HB20, os faccionados foram levados por eles no barraco onde estavam o restante dos materiais furtados. 

do PCC

A dupla foi salva pela polícia na madrugada de quarta (23), na favela da onde estava acontecendo tribunal do crime da facção criminosa. Quando chegaram ao local, se depararam com um dos autores na frente com uma faca nas mãos. Ao entrarem na casa, os policiais viram que havia mais seis pessoas e duas vítimas amarradas com as próprias camisetas, e que um dos autores estava cortando o cabelo de um dos homens.

Os membros da facção estavam com uma machadinha, ripa de madeira e revólveres. As vítimas estavam sendo espancadas pelos criminosos. Eles contaram que foram sequestrados por um dos autores sendo colocados em um veículo HB20 e levados para o local do julgamento, após terem furtado a casa de um dos membros da facção.

A dupla havia furtado botijão de gás, televisão, aparelho de som, liquidificador, ventilador e alimentos. Os objetos furtados por eles foram devolvidos, mas os dois foram levados para o tribunal. Um dos membros fazia 'roleta russa' contra uma das vítimas. Segundo informações, a todo o momento um deles fazia ligações para conseguir o aval para executar a dupla.

Todos os autores, com idades entre 21 e 27 anos, foram detidos e levados para a delegacia e as vítimas libertadas. O carro usado pelos criminosos também foi apreendido pelos policiais. 

Veja também

Vídeo mostra o momento em que jovem de 22 anos foi vítima de tentativa de...

Últimas notícias