Uma mulher de 29 anos foi socorrida pela polícia na noite desse domingo (5), em , após suspeitar ter sofrido estupro pelo de 42 anos. Ela teria sido dopada com um capuccino pelo autor que havia ido buscar a filha do casal. 

A polícia foi acionada por volta das 21 horas, depois de receber a informação de que a mulher havia sofrido violência sexual. Quando os militares chegaram, ela contou que o ex-marido foi buscá-la na saída de seu trabalho por volta das 6 horas da manhã dizendo que iria levá-la para buscar a filha do casal.

Na casa, o homem teria oferecido um café a vítima que ficou sonolenta após tomar a bebida. Ela disse que se lembra, apenas, do autor a colocar na cama e depois só acordar a noite com outras roupas que não eram as que estava vestindo quando chegou em casa. 

Segundo ela, questionou o homem sobre o que havia feito e ele negou o estupro. A filha da mulher contou que o autor ficou no quarto da durante a manhã toda, saindo e voltando mais duas vezes. 

Ela ainda contou que chamou a mãe para almoçar, mas ela não levantava. O também foi chamado e encaminhou a mulher para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Tiradentes onde foi medicada. O casal está separado, mas o homem não aceita o fim do relacionamento, segundo a vítima.