'Coloca em risco a sociedade’, diz juiz ao negar liberdade para padrasto em MS

Denúncia do estupro foi recebida em janeiro deste ano na Justiça
| 17/02/2022
- 15:24
'Coloca em risco a sociedade’, diz juiz ao negar liberdade para padrasto em MS
(Ilustrativa)

Após ser preso por estuprar e engravidar a enteada de 13 anos, em cidade de Mato Grosso do Sul, um pescador, de 27 anos, teve o pedido de liberdade negado pela Justiça que entendeu que deixá-lo livre seria um risco para a sociedade.

Segundo a irmã da menina, a adolescente estava sendo estuprada desde 2020, mas a descoberta dos abusos ocorreu em novembro de 2021, quando foi registrado um boletim de ocorrência na delegacia da cidade. A vítima estava grávida de 6 meses.

Não há informações de como os abusos ocorriam. O pescador teve a prisão decretada no dia 7 de dezembro do ano passado. Em audiência de custódia, foi mantida a sua prisão com a alegação que “a liberdade do paciente coloca em perigo a sociedade, a instrução processual e a futura aplicação da lei penal”. A foi recebida no dia 10 de janeiro deste ano. 

Veja também

Ele também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais

Últimas notícias