Homem é morto com tiros na cabeça no Nova Serrana

Vítima não teve a idade revelada e foi morta com pelo menos seis tiros no peito e na cabeça
| 27/02/2022
- 21:56
Vizinhos ficaram indignados com o crime
Vizinhos ficaram indignados com o crime - Foto: Marcos Ermínio

Foi identificado como Olivander Rodrigues Nogueira da Silva, 27, o homem que foi morto com tiros na cabeça na rua Capanari, no bairro Nova Serrana, em Campo Grande, neste domingo. Olivander foi atingido por sete tiros e na casa dele, a polícia encontrou um tablete de maconha.

Olivander chegou a ser condenado por matar o próprio tio durante uma festa de confraternização em 2012 na Capital. Pelo crime, ele foi sentenciado a 12 anos de prisão.

O autor dos disparos foi vistos por vizinhos, mas fugiu do local. De acordo com informações policiais, Olivander estava dentro de casa quando os disparos foram efetuados. O autor saiu de dentro da residência e fugiu em Fiat Uno branco. O autor ainda teria ameaçado os vizinhos dizendo 'ninguém viu' e foi embora do local. 

A Polícia Militar e o foram acionados, mas a vítima não resistiu e morreu antes da chegada do socorro. Vizinhos comentaram que o homem morava no local há menos de um ano e estava reformando a casa. 

O crime

Olivander foi sentenciado a 12 anos de prisão em 2012, por matar o tio, José Renato Rodrigues, de 56 anos, durante uma reunião de família na madrugada do dia 31 de dezembro de 2012. 

Na época, os policiais que foram ao local constataram que os envolvidos tinham ingerido bebida alcoólica e, após Olivander se desentender com a sua esposa, seu o tio tentou conter a briga.

Após ter sido colocado para fora da casa, Olivander teria retornado e agredido a esposa. José então pegou um revólver que estava guardado no quarto e deu um disparo para o alto, no intuito de afugentar o autor, porém ele lutou com o seu tio, o desarmou e disparou contra José que teve a bala transfixada no crânio e morreu no local.

Após o crime, Olivander ainda teria ameaçado as demais pessoas que estavam na casa e em seguida fugiu em um Fiat 147, levando consigo a arma do crime. 

(Alterada para acréscimo de informações)

Veja também

Marcola ainda chega a dizer para filho que não quer que ele se torne bandido

Últimas notícias