Uma mulher de 38 anos, funcionária de uma boate localizada na região central de Campo Grande, procurou a Polícia Civil na madrugada deste sábado (25), para denunciar o furto de seu celular. Ela alega que o suspeito seria um dos dois clientes que estavam com ela no estabelecimento.

Conforme boletim de ocorrência, a vítima disse que estava próxima ao palco, conversando e bebendo com dois clientes, com seu celular por perto. No entanto, ela alega que por volta das 04h30, se deu conta que o aparelho havia desaparecido e passou a desconfiar dos homens.

Eles negaram os fatos e afirmaram que eram policiais. Os dois chegaram a levar a mulher para a casa dela, mas no caminho, ela pediu para parar na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol (Centro Integrado de Polícia Especializada).

Ela relatou os fatos aos agentes de plantão, que confirmaram que os homens não eram policiais e que o celular dela não estava com eles. Como não havia aparentemente nada de irregular com os dois indivíduos, eles acabaram liberados.