Uma mulher de 45 anos, que era foragida da Justiça, foi presa em flagrante neste sábado (18) ao lado do atual companheiro. Ambos estavam em uma moto roubada, na MS-040, altura do km 16, quando foram flagrados pela equipe da PMA (Polícia Militar Ambiental), na operação Corpus Christi. 

Segundo a investigação, eles foram abordados e os policiais verificaram, inicialmente, que o veículo Honda CG Titan 150 poderia estar com a placa adulterada. Ao fazer a checagem, confirmaram que era produto de roubo e que a placa falsa foi colocada em Itumbiara (GO). 

Atual também tinha antecedentes criminais, diz polícia

O homem, de 50 anos, tinha 3 antecedentes criminais por violência doméstica. No depoimento, ele contou que adquiriu o carro por R$ 1,8 mil, no bairro Caiçara, em Campo Grande. A compra ocorreu há 8 meses e, na ocasião, a pessoa não teria os documentos. A foi apreendida.

O próximo passo foi checar os dados da mulher, onde a polícia soube de um mandado de em desfavor dela. Conforme a investigação, ela incendiou, propositalmente, a casa do ex-marido, também na capital sul-mato-grossense. 

No início desta tarde (18), o casal foi levado até a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol (Centro Especializado de Polícia) e autuado em flagrante pelo crime de receptação. Ele poderá ser liberado somente após o pagamento de fiança. Já a suspeita permanece presa por conta da restrição judicial. 

A para este crime é de reclusão de um a quatro anos e multa.