Família diz que pescador morto não tinha desavenças e reforça suspeita de bala perdida

Autor dos disparos que acabou na morte do pescador não foi encontrado
| 11/07/2022
- 08:19
Família diz que pescador morto não tinha desavenças e reforça suspeita de bala perdida
(Foto: PC de Souza/ Edição de Notícias)

A família do pescador de 80 anos, Custódio Canutti, morto com um tiro nesse domingo (10), quando pescava na companhia do , em Coxim, a 253 quilômetros de Campo Grande, disse que o não tinha desavenças.

Segundo o relato da família ao site Edição de Notícias, Custódio era tranquilo e calmo, e não tinha inimizades. A suspeita é de que ele tenha sido vítima de bala perdida. 

Pai e filho ancoraram o barco do outro lado do rio, quando testemunhas ouviram um disparo de arma de fogo. Em seguida, teria dado tempo apenas da vítima dizer que foi atingida, e em seguida caiu no assoalho da embarcação.

O filho de Custódio ainda teria atravessado o rio para pedir ajuda do outro lado da margem, mas percebeu que o pai já estava morto.

O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, e constatou que a vítima foi atingida com tiro no peito.

Veja também

Ele foi personagem do extinto programa de crimes "Linha Direta"

Últimas notícias