A PMA (Polícia Militar Ambiental) prendeu e autua em R$ 3 mil dois homens com carne de caça e apreende veículo com aves e mamíferos abatidos com marcas de tiros em Rio Verde de Mato Grosso, cidade a 229 quilômetros de Campo Grande.

Policiais ambientais de Rio Negro realizavam fiscalização ambiental na rodovia BR 419, em Rio Verde, quando abordaram condutor de uma caminhonete Toyota Hilux, na noite desta terça-feira (08). De acordo com a polícia, o veículo é propriedade de uma empresa prestadora de serviços agrícolas, com domicílio jurídico em Campo Grande, que era conduzida por funcionário. No veículo foram encontradas carnes de animais silvestres, porcos do mato e duas carcaças de aves com perfurações por projéteis, indicando que foram abatidos com arma de fogo.

Aves silvestres abatidas

Os infratores admitiram ser carne de caça e que teriam ganhado o material de um funcionário de uma propriedade rural em que prestavam serviço, a qual não quiseram indicar. A carne e o veículo foram apreendidos. Os dois infratores, de 39 e 47 anos, residentes em Campo Grande, foram encaminhados, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Rio Negro, onde eles foram autuados por crime ambiental. Eles também foram autuados administrativamente e foram multados em R$ 1,5 mil cada um pela infração.