Assassinado em cidade de MS já foi investigado por morte de homem durante encontro sexual

Ele era adolescente na época dos fatos e foi apreendido
| 14/06/2022
- 09:06
Assassinado em cidade de MS já foi investigado por morte de homem durante encontro sexual
Local onde ocorreu o homicídio em 2016 - Arquivo/Midiamax

Clodoildo Cardamone Velozo, assassinado aos 22 anos na madrugada desta terça-feira (14), já foi apontado como um dos autores do assassinato de Edvaldo Miott, de 30 anos. O crime aconteceu em 2016, em Itaquiraí, a 402 quilômetros de Campo Grande, quando Clodoildo e outros dois adolescentes foram apreendidos.

Na época dos fatos, foi identificado que três adolescentes de 13, 14 e 17 anos teriam assassinado Edvaldo. O homicídio aconteceu em uma casa no assentamento Sul Bonito e o corpo da vítima foi encontrado na manhã seguinte, dia 13 de novembro daquele ano, quando a Polícia Militar foi acionada. O corpo de Edvaldo foi encontrado no chão da cozinha da casa.

Conforme dados da Polícia Civil na época, Edvaldo era homossexual assumido e estaria mantendo um relacionamento com um dos adolescentes. Eles marcaram um encontro pelo Facebook, com a finalidade de manter relações sexuais, e o jovem disse que levaria dois amigos para o sítio.

“Os adolescentes não foram com intenção de roubar, eles foram para se encontrarem com a vítima”, disse o delegado Claudineis Galinari. Os quatro teriam mantido relações sexuais, mas em determinado momento houve uma discussão. Conforme o relato dos adolescentes, Edvaldo queria continuar com as relações, mas eles não queriam.

Um dos jovens empurrou a vítima, que caiu no chão e bateu a cabeça, ficando desacordada. Os outros dois amigos acabaram entrando na briga e mataram o a pauladas. Os três fugiram no de Edvaldo e segundo o delegado Galinari, levaram o celular para tentarem acobertar o crime, já que mantiveram conversas com a vítima pelo Facebook.

Eles foram identificados e encontrados horas depois do crime, quando foram apreendidos em flagrante. Na delegacia, os adolescentes confessaram o crime e depois foram encaminhados para Uneis (Unidades Educacionais de Internação).

Assassinado a tiros

Clodoildo foi assassinado a tiros
Clodoildo foi encontrado morto a tiros - Reprodução/Facebook

Segundo detalhes do boletim de ocorrência, Clodoildo teria chegado na casa das vítimas e chamado o homem de 34 anos pelo nome, várias vezes. Antes mesmo do morador abrir, foi feito um disparo de arma de fogo na direção da porta.

O casal tentou se esconder e o atirador fugiu antes da chegada da Polícia Militar. Uma luva que seria do autor do tiro foi encontrada no local, além de cápsulas e munições calibre 380. Enquanto era registrado boletim de ocorrência na delegacia, com a mulher de 24 anos, os policiais receberam ligação sobre uma pessoa encontrada morta na estrada vicinal.

Foi identificado que a vítima era Clodoildo e que ele tinha perfurações no braço e tórax. Ainda foi identificado que o rapaz usava apenas uma luva, na mão esquerda, semelhante à encontrada na residência do casal.

Não havia manchas de sangue onde o rapaz foi encontrado morto, sendo a suspeita de que o corpo foi desovado. É apontado como autor do homicídio o homem de 34 anos, mas não consta ainda no registro esclarecimento sobre os fatos. O registro foi feito como homicídio simples e tentativa de homicídio.

Veja também

Nos seis primeiros meses, o número de mulheres assassinadas disparou em Campo Grande

Últimas notícias