Polícia

Vingança teria motivado execução de mãe e filha em MS; padrasto teria fugido para o Paraguai

Segundo a polícia, padrasto teria envolvimento com assassinos e segue escondido

Thatiana Melo Publicado em 26/07/2021, às 09h37

None
Vítimas foram executadas pelos atiradores - (Foto: MS em Foco)

A polícia de Coronel Sapucaia, a 380 quilômetros de Campo Grande, ainda procura pelo homem que fugiu depois de ter a mulher e a enteada de 11 anos assassinadas, na madrugada de domingo (25). Segundo a polícia, ele já estaria em território paraguaio.

De acordo com o delegado Edgard Punsky, o crime seria uma vingança, já que o alvo dos atiradores estaria envolvido, sendo investigado por um homicídio contra um familiar dos autores do assassinato de mãe e filha, mortas cada uma com um tiro, sendo que a mulher foi assassinada com um tiro na cabeça. 

Os dois suspeitos levados para a delegacia ainda no domingo (25) foram liberados segundo Punsky, já que um deles provou que no momento do crime estava em Amambai e o outro apontou mais dois nomes para o duplo assassinato. Estes outros suspeitos são procurados pela polícia. 

Ainda de acordo com o delegado, quando o homem ouviu os barulhos da invasão na casa fugiu, deixando para trás a esposa e os dois enteados. Sobre a história de ‘magia negra’ usada, o delegado contou que é uma crença deles (povo indígena), mas que o crime seria uma vingança pelo assassinato de um familiar dos autores. 

Mãe e filha assassinadas

A família estaria dormindo quando os atiradores invadiram a residência. “A princípio acredita-se que o objetivo era matar toda a família. O marido da vítima, padrasto das crianças, conseguiu fugir pela janela e saiu ileso”, contou o delegado Edgard. As vítimas eram moradoras na Aldeia Taquaperi.

Inicialmente, a liderança indígena teria dito que a motivação do crime seria religiosa. Isso, porque, segundo ele, a família vítima do atentado “mexia com magia negra”. O fato relatado pela liderança é que a família teria feito alguma magia para que um membro de outra família morresse, o que teria ocorrido.

Esta família é suspeita de tentar se vingar, assassinando a mulher e a criança. O caso é tratado como duplo homicídio qualificado e também tentativa de homicídio e está em investigação.

Jornal Midiamax