Golpista se mete em venda de Celta e deixa R$ 10 mil de prejuízo a compradores

Dois jovens, um de 23 e outro de 29 anos, perderam R$ 10 mil ao serem enganados por um estelionatário durante a tentativa de compra de automóvel GM Celta, em Campo Grande. O criminoso se apresentava como mediador da negociação e possibilitou que as vítimas fizessem até um test-drive no carro, porém, tudo não passava […]
| 27/01/2021
- 17:49
Golpista se mete em venda de Celta e deixa R$ 10 mil de prejuízo a compradores
Foto Ilustrativa - Foto Ilustrativa

Dois jovens, um de 23 e outro de 29 anos, perderam R$ 10 mil ao serem enganados por um estelionatário durante a tentativa de compra de automóvel GM Celta, em Campo Grande. O criminoso se apresentava como mediador da negociação e possibilitou que as vítimas fizessem até um test-drive no carro, porém, tudo não passava de parte do plano dele.

Conforme boletim de ocorrência, os rapazes viram anúncio de venda do Celta na OLX. Eles entraram em contato com o suposto vendedor, que na verdade era o estelionatário que já havia clonado o anúncio postado anteriormente pelo verdadeiro dono do veículo. Sem imaginar o que estava prestes a acontecer, as vítimas demonstraram interesse na compra.

O golpista oferecia o carro por R$ 14,5 mil. Ele disse às vítimas que era primo do dono e que o Celta poderia ser visto em endereço nas proximidades do Hospital El Kadri. As vítimas foram ao local e andaram no carro, acreditando na história do criminoso. Ele afirmava que o proprietário lhe devia e que as vítimas não poderiam comentar nada.

Naquele momento, o estelionatário também já havia enganado o dono do Celta, dizendo que conhecia os jovens, afirmando que eles eram seus primos e que iria dar o carro a eles como pagamento por um serviço. Após verificar o automóvel, a dupla decidiu comprá-lo, oportunidade em que o criminoso solicitou adiantamento de R$ 2 mil, como garantia.

No entanto, as vítimas negaram e disseram que só repassariam dinheiro no ato da negociação, com documentos e chave em mãos. Tanto os rapazes quanto o proprietário foram enganados e foram ao cartório formalizar a transferência. Lá, as vítimas fizeram duas transferências, uma de R$ 1 mil e outra de R$ 9 mil, a uma conta indicada pelo golpista. Em seguida, transfeririam o resto.

A história era de que o dinheiro iria direto para a conta do dono do carro. Contudo, o dono estava com as vítimas no cartório e olhava um aplicativo de uma agência bancária diferente daquela para qual o dinheiro havia sido transferido. Desta forma, eles constataram se tratar de golpe e acionaram a para registrar boletim de ocorrência de .

Veja também

Últimas notícias