Segundo informações do delegado da Defron, Rodolfo Daltro, investigações em curso apontavam que um terreno localizado em local pouco movimentado, nas proximidades do Alhambra, em Dourados, seria utilizado como ponto de parada de caminhões carregados com entorpecentes, que em seguida seguiam para os Estados de São Paulo, Mato Grosso e Minas Gerais.

Durante diligências, os policiais da Defron perceberam que um caminhão se encontrava estacionado no local suspeito. Ao notar a aproximação da equipe, o motorista empreendeu fuga, levando consigo a chave do automóvel.

Ao inspecionarem a carga transportada pelo caminhão, constituída de cacos de vidro a serem destinados à reciclagem, os policiais identificaram fardos de maconha escondidos.  Com o auxílio de um mecânico, o caminhão foi levado até a base da delegacia onde foram identificados vários outros fardos de maconha na carga.

Em seguida, segundo o delegado, o caminhão foi levado até uma empresa de reciclagem e, com o auxílio de funcionários do local, após mais de dez horas de trabalho, com a retirada de todos os cacos, foram encontradas dezenas de fardos de maconha.

Depois de pesada, a droga, que seria levada para o Estado de São Paulo, totalizou 1.832 quilos. Apesar de não ter sido preso, o motorista do caminhão já foi identificado e as investigações continuam visando apontar o proprietário da carga e os demais envolvidos na traficância. Com essa apreensão, a Defron contabiliza o montante de 91.300 toneladas de drogas retiradas de circulação durante o ano de 2021.

Saiba Mais