Dono de borracharia é autuado por comercialização ilegal de combustível

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Batayporã autuou em R$ 5 mil dono de borracharia detido pela PM de Nova Andradina por armazenamento e comercialização ilegal de combustível. Policiais ambientais de Batayporã foram acionados pela Polícia Militar de Nova Andradina, para proceder o auto de infração administrativo (multa), em razão da detenção de um homem […]
| 09/03/2021
- 01:20
Dono de borracharia é autuado por comercialização ilegal de combustível
PMA - PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Batayporã autuou em R$ 5 mil dono de borracharia detido pela PM de Nova Andradina por armazenamento e comercialização ilegal de combustível.

Policiais ambientais de Batayporã foram acionados pela Polícia Militar de Nova Andradina, para proceder o auto de infração administrativo (multa), em razão da detenção de um homem de 38 anos, denunciado por armazenamento e de combustível (produto perigoso), expondo a perigo o ambiente e as pessoas que compravam o produto, que possui regras rígidas de transporte e armazenamento.

A Polícia Militar local havia encontrado em uma borracharia abandonada, localizada à margem da rodovia MS 134 no município de Nova Andradina, depois de denúncias, 400 litros de combustíveis (óleo diesel) armazenados em vários tambores, que eram comercializados sem autorização ambiental e sem seguir as normas para produtos perigosos. O combustível foi apreendido pela Força Tática. A seria de que o material possivelmente teria sido produto de furto no Distrito de Casa Verde, naquele município.

O autuado, residente em Nova Andradina, foi conduzido pela Polícia Militar à delegacia de Polícia Civil daquela cidade, juntamente os materiais apreendidos. O infrator responderá por crime ambiental de armazenamento e comércio de substância perigosa sem a licença ambiental. A pena é de um a quatro anos de reclusão. A PMA de Batayporã confeccionou um auto de infração e arbitrou multa de R$ 5.000,00 contra cada autuado.

Veja também

Últimas notícias