Conforme as primeiras informações, o rapaz teria reagido à abordagem policial e houve troca de tiros. Ele foi atingido e não resistiu aos ferimentos. Na casa, ele teria quatro armas de fogo, sendo duas longas e duas pistolas.

A proprietária do imóvel, de 29 anos, relatou que não sabia o que o morador fazia e que não teve essa preocupação, apenas alugou a casa. Ele pagava R$ 400 no aluguel e estava há apenas um mês no local, sendo que fez o primeiro pagamento em 20 de novembro e faria o próximo em 20 de dezembro.

Ainda segundo a dona da casa, o rapaz entrou em contato com ela por conta de divulgação em anúncios para o aluguel. Nesta manhã, vizinhos telefonaram, contando que a casa estava com a porta e portão abertos e que a polícia esteve no local. Ela encontrou a residência revirada e com as marcas de sangue pelo chão.

Uma vizinha, de 78 anos, que mora em frente ao endereço, contou que mora há 10 anos no local e que sempre via o morador e que o irmão costumava visitá-lo. Também contou que o rapaz saía várias vezes por dia da casa, em um carro, mas que nunca percebeu nada estranho como movimentação de pessoas diferentes no local.