Delegado é preso por envolvimento na extorsão de brasileiros no Paraguai

O delegado titular Alcides Velázquez, de Ciudade del Este, no Departamento de Alto Paraná, foi preso nesta quarta-feira (20) pela acusação de extorsão contra um casal de turistas brasileiros. Além dele, mais quatro policiais estão envolvidos no caso que é investigado pelo Ministério Público. A denúncia por retenção ilegal e extorsão foi feita por Mateus […]
| 21/01/2021
- 11:22
Delegado é preso por envolvimento na extorsão de brasileiros no Paraguai
Delegado paraguaio envolvido no caso está preso.(Foto: Divulgação) - Delegado paraguaio envolvido no caso está preso.(Foto: Divulgação)

O delegado titular Alcides Velázquez, de Ciudade del Este, no Departamento de Alto Paraná, foi preso nesta quarta-feira (20) pela acusação de extorsão contra um casal de turistas brasileiros. Além dele, mais quatro policiais estão envolvidos no caso que é investigado pelo Ministério Público.

A denúncia por retenção ilegal e extorsão foi feita por Mateus Manggioca, 22, e Julia de Lima Venancio, 21, turistas brasileiros, que foram abordados no posto policial José Domingo Ocampos por supostamente estar com a carteira de habilitação supostamente vencida.

Segundo o Ministério Público, além de serem denunciados por extorsão, os policiais Eladio Giménez, Gustavo Toledo, Omar Paredes e Julio Díaz irão responder pelo crime de sequestro e associação criminosa, com pena prevista de 5 a 20 anos.

Extorsão

Segundo os brasileiros, os policiais paraguaios exigiram 50.000 reais (cerca de G. 62 milhões) inicialmente dos brasileiros, mas depois baixaram o valor para 25.000 reais (cerca de G. 31 milhões). Caso o valor não fosse pago, o casal seria envolvido no tráfico de drogas e também em denúncia de prostituição.

Para sacar o dinheiro, os policiais transferiram a moça, que é noiva Mateus, de Caaguazú para Ciudad del Este, em Alto Paraná, e depois ela foi a um banco em Foz de Yguazú, enquanto o jovem era mantido refém, enquanto a noiva era obrigada a sacar o dinheiro em um banco em Foz de Iguaçu.

Ao chegar na agencia bancária ela denunciou a extorsão e ao sair, disse aos policiais que não tinha conseguido sacar todo o dinheiro. Enquanto isso, os funcionários do banco relataram o fato aos agentes da e estes à do Brasil, que acionou o alarme por meio do Comando Tripartite.

 

Delegado é preso por envolvimento na extorsão de brasileiros no Paraguai
Mateus e Júlia denunciaram cobrança de R$ 50 mil de propina. (Foto: Divulgação)

 

 

Veja também

Imagens, que são atribuídas ao conflito, mostram uma pessoa no chão e tiros disparados por policiais

Últimas notícias