A atuação de policiais penais impediu a entrada de quase três quilos de entorpecentes no maior presídio de Mato Grosso do Sul,  a PED (Penitenciária Estadual de Dourados). A ação foi realizada na noite dessa segunda-feira (20) e a investida criminosa aconteceu com o uso de drone e arremesso.

Por volta das 19 horas, servidores da Agepen  (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) detectaram, pelo videomonitoramento, um drone sobrevoando a unidade penal, especificamente no Raio II e um interno saindo da cela pela janela para pegar o material.

A equipe plantonista se dirigiu até o local e conseguiu impedir o ocorrido. Após realizarem a varredura nas proximidades, foi detectado dois tabletes de substância análoga à maconha, pesando cerca de 1 kg.

A cela foi isolada para fazer o conserto da grade, que foi serrada, e o interno foi identificado e responderá Procedimento Administrativo Disciplinar.

Através do sistema de monitoramento, os policiais penais também presenciaram uma pessoa próximo à muralha arremessando material e fugindo, em seguida.

Os servidores foram até o local e interceptaram 1.750 gramas de maconha, distribuídas em duas garrafas pet e mais uma sacola com 85 gramas de cocaína.

Polícia intercepta drone que seria usado para arremessar droga em penitenciária de MS
Dois tabletes seriam resgatado por um dos presos.(Foto: Divulgação).