Na noite de sábado (6), homem de 36 anos foi preso em flagrante com um simulacro de arma de fogo e cocaína na região do Parque Novos Estados e, a partir daí, a polícia descobriu que a esposa, também de 36 anos, era mantida . Ele seria responsável por fazer entrega de drogas na região em um Honda Civic.

Conforme as informações da 11ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar), durante a verificação na casa do suspeito, onde foram encontradas mais porções de cocaína além da apreendida com ele no carro, a esposa contou que era mantida refém. Ela falou que era ameaçada e tinha medo do marido que era agressivo.

Na prisão, o homem chegou a zombar da situação, dizendo que sairia de tornozeleira daqui alguns dias e que não iria parar de traficar e nem de roubar e que a sociedade pagaria pelo prejuízo que ele teve. Ele ainda xingou os policiais e deu trabalho na hora de ser colocado na viatura e levado até a delegacia.

Flagrante por tráfico

A equipe da PM fazia rondas pelo Parque Novos Estados quando viu o Honda Civic conduzido pelo suspeito. Foi feita abordagem e localizado o simulacro no veículo, além de porção de cocaína, dinheiro e um celular.

Aos policiais, o disse que venderia 200 gramas de cocaína naquele local por R$ 2,4 mil e informou ainda que teria mais drogas na residência onde morava, mas que sua esposa não teria nenhuma participação no crime.

Com essa informação, a equipe foi até a casa. A mulher chegou a tentar fechar o portão quando os militares chegaram e instigou os cachorros da raça pitbull a avançarem. Um deles foi para cima de um policial e foi feito disparo contra o cachorro, que fugiu.

O outro foi preso no banheiro da casa pela filha do casal. Na residência foram encontradas outras porções de cocaína e a mulher disse que desconfiava do tráfico, mas que não sabia.

O traficante foi levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro e preso pelo tráfico de drogas e .