Polícia

Grávida é presa com maconha na rodoviária e diz que era tudo do PCC

Foi presa uma grávida de 21 anos, na manhã desta segunda-feira (9), na rodoviária de Campo Grande, com malas ‘recheadas’ de maconha. Quando detida, ela disse que era membro da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Os guardas municipais localizaram a mulher após denúncias de que a jovem estava carregando em malas a supermaconha. […]

Thatiana Melo Publicado em 09/09/2019, às 09h28 - Atualizado às 10h41

None

Foi presa uma grávida de 21 anos, na manhã desta segunda-feira (9), na rodoviária de Campo Grande, com malas ‘recheadas’ de maconha. Quando detida, ela disse que era membro da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Os guardas municipais localizaram a mulher após denúncias de que a jovem estava carregando em malas a supermaconha. Ela foi abordada e dentro da bagagem, os guardas encontraram 11 quilos da droga, que a autora contou que levaria para Natal.

Grávida de dois meses, ela disse que entrou para o PCC por que estava precisando de dinheiro e que já havia feito este tipo de transporte de drogas, mas nunca por ônibus. A supermaconha, a jovem buscou em Pedro Juan Caballero, a fronteira com Ponta Porã.

Jornal Midiamax