Polícia

‘Irmão de igreja’ é preso suspeito de estuprar três crianças em Campo Grande

Foi preso nesta quinta-feira (3), um homem de 35 anos suspeito de estuprar três irmãos, em Campo Grande. Ele aproveitava quando o pai das crianças saia para reuniões na igreja para cometer os abusos. Ele passa por audiência de custódia nesta sexta-feira (4). Os irmãos, sendo duas meninas de, 9 e 12 anos, e um […]

Thatiana Melo Publicado em 04/10/2019, às 08h42 - Atualizado às 14h15

Caso foi levado para a Depca. Imagem: Arquivo, Midiamax
Caso foi levado para a Depca. Imagem: Arquivo, Midiamax - Caso foi levado para a Depca. Imagem: Arquivo, Midiamax

Foi preso nesta quinta-feira (3), um homem de 35 anos suspeito de estuprar três irmãos, em Campo Grande. Ele aproveitava quando o pai das crianças saia para reuniões na igreja para cometer os abusos. Ele passa por audiência de custódia nesta sexta-feira (4).

Os irmãos, sendo duas meninas de, 9 e 12 anos, e um garoto de 12 anos moravam com o pai que tem a guarda das crianças, após a separação do casal. Há quatro meses, o pai das vítimas conheceu o suspeito em uma das reuniões da igreja e resolveu ajudá-lo o chamando para morar na sua residência.

O suspeito, que trabalha como camareiro, aproveitava quando o homem saia para ir a reuniões na igreja para cometer os estupros contra as crianças, que ficavam sozinhas com ele. O crime foi denunciado na noite de terça-feira (2), quando o filho de 12 anos teria ligado para a mãe avisando que o suspeito havia estuprado ele e as irmãs.

A mulher, então, ligou para a polícia que ao chegar a residência prendeu o camareiro, que negou os crimes. O menino contou na delegacia que já havia sido estuprado pelo homem por quatro vezes, e que suas irmãs também haviam sido abusadas pelo suspeito.

O pai das crianças no começo não teria acreditado nos fatos dizendo nunca ter percebido nenhum comportamento estranho do camareiro com seus filhos. Ele contou que resolveu ajudar o homem depois de conhecê-lo na igreja e relatar que estava passando por dificuldades o convidando para morar na sua casa.

Jornal Midiamax