Polícia

Homicídios assume investigação sobre jovem desaparecido no Zé Pereira

Desapareceu em frente de casa

Thatiana Melo Publicado em 16/02/2018, às 12h52

None

Desapareceu em frente de casa

A DEH (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Homicídios) assumiu as investigações sobre o desaparecimento John Hudson dos Santos Marques, 27 anos, que sumiu na última quarta-feira (14), em Campo Grande, no Bairro Zé Pereira.

O delegado que está com o caso Márcio Siro Obara afirmou que diligências estão em andamento para localizar John. Ainda não foram chamadas testemunhas para depor e o delegado não passou mais detalhes para não atrapalhar as investigações.

John Hudson desapareceu na quarta-feira (14) de frente de sua residência quando teria saído para fumar. A família do rapaz já teria tentado contado, mas o celular dele está desligado.

De acordo com a família do rapaz, ele não tinha envolvimento com drogas e nem inimigos, “Estamos no escuro”, disse Jhonathan.Homicídios assume investigação sobre jovem desaparecido no Zé Pereira

O desaparecimento

John estava em casa com sua namorada, quando disse que iria para frente da residência fumar um cigarro e desde então desapareceu. Ele saiu apenas com celular e sem documentos. No momento do desaparecimento estava sem camisa, usava bermuda jeans e chinelo na cor azul.

Após meia hora de seu desaparecimento, três homens desconhecidos foram até a sua residência e perguntaram por ele. Conforme seu irmão de criação Jean Carlos Martins Gonzales, antes do desaparecimento de John, houve uma briga na esquina na casa dele, na rua José Barbosa Rodrigues, mas ele nega que o irmão esteja envolvido. “Ele é um rapaz tranquilo, não é de se envolver em brigas, não tinha desentendimentos com ninguém”. Jonh tem uma tatuagem de dragão nas costas e no braço direto e uma tribal no braço esquerdo.

Jornal Midiamax