Polícia

Golpista é preso tentando vender carro comprado com envelope vazio

Ele se apresentou usando nome falso e venderia o veículo pelo valor de R$ 16 mil

Mariana Rodrigues Publicado em 01/03/2018, às 14h06

None

Ele se apresentou usando nome falso e venderia o veículo pelo valor de R$ 16 mil

Um homem de 35 anos foi preso tentando negociar um automóvel Gol em uma garagem. Ele se apresentou usando nome falso e venderia o veículo pelo valor de R$ 16 mil. Aos investigadores, ele assumiu que adquiriu o carro em Três Lagoas, cidade distante 338 quilômetros de Campo Grande, após aplicar o golpe do “envelope vazio” em um idoso de 70 anos.

A equipe de investigação da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado), da Polícia Civil recebeu informações de que um homem identificado como Edmar Batista Nogueira do Nascimento, 35 anos, estaria em uma garagem de veículos negociando o automóvel.

Na garagem, ele se apresentou com o nome falso de Maurício Oliveira de Meneses Sena. No momento da chegada dos policiais, Edmar estava realizando procedimentos cartorários para formalizar a transferência do carro para o proprietário da garagem.

Quando retornou, ele estava conduzindo o veículo em companhia da vítima, já com toda a documentação necessária para concretizar a transferência do carro devidamente assinada e com firma reconhecida no cartório competente.

Ao ser confrontado pelos investigadores, ele assumiu que pegou o veículo nessa quarta-feira (28), na cidade de Três Lagoas, onde simulou um pagamento aplicando o golpe do envelope vazio ao proprietário do veículo, um idoso de 70 anos, como forma de se apossar do veículo.

O autor tem intenso histórico criminal envolvendo crimes de estelionato nos Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia.

Jornal Midiamax