Mais duas pessoas foram presas nessa sexta-feira (21), em cumprimento a mandados de preventiva na segunda fase da Operação Progresso, deflagrada pela (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) em .

Foram presos José Severiano da Silva e Cristiano de Aguiar da Silva, vulgo ‘Buiu Branco'. Cristiano, além do mandado de prisão preventiva foi autuado em por posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

A Polícia encontrou com Cristiano um revólver calibre 38, além de R$ 7.800 (sete mil e oitocentos reais) em dinheiro e três veículos, sendo uma caminhonete Silverado, um Renault Sandero e uma moto Honda CG 160 Titan.

A segunda fase da Operação foi deflagrada no dia 19 de dezembro, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e sete mandados de prisão preventiva. Entre os presos está suspeito considerado o ‘chefão' do tráfico na região do Tijuca.

De acordo com informações da equipe que conduziu a operação, participavam da quadrilha além dele, a mulher dele e sócia no esquema, Marília Freitas Teixeira,  34 anos, que recrutava pessoal para trabalhar e fazia pagamentos, a irmã, Jaqueline Paixão de Almeida, de 30 anos, a cunhada, Ana Silvia Cardoso flores, 25 anos, que trabalhavam no processo de produção e embalagem  da droga, o pai, Francisco Cavalcante de Almeida, de 65 anos, que era o fiscal das vendas e olheiro e Wellington Silveira flores, de 31 anos, que lavava o dinheiro fruto da venda da droga.

Também foram apreendidos uma pistola nove milímetros com 17 munições, R$ 3.700, 300 dólares, relógios de luxo, 1 quilo e 606 gramas de drogas e o material usado no preparo dos entorpecentes vendidos. A suspeita é de que o criminoso também tenha imóveis em Mato Grosso do Sul e Santa Catariana que ultrapassem R$ 5 milhões.

As investigações continuam e a Denar solicita à população que denuncie o tráfico de drogas através dos telefones 3345-0000 e 99995-6105.