Polícia

Quase 500 quilos de maconha do “bebe do mal” é apreendida com traficante de Ilha Solteira

Depois da maconha "Lamborghini" traficante embalam a droga com mais um nome criativo.

Midiamax Publicado em 05/07/2017, às 11h48

None

Depois da maconha “Lamborghini” traficante embalam a droga com mais um nome criativo.

Os traficantes de maconha nos últimos tempos estão muito criativos na hora de embalar os tabletes de maconha para serem transportados pelas estradas de Mato Grosso do Sul. Depois da maconha com a marca “Lamborghini” agora foi a vez da droga do “bebe do mal”.

Pablo Caíque da Silva Marques de 22 anos foi preso na rodovia MS 162 com 477 quilos de maconha que estava numa embalagem onde mostrava um bebê com um cigarro de maconha na boca e com a inscrição em espanhol “nenê malo” correspondente a “bebe do mal” na língua portuguesa.

Morador de Ilha Solteira (SP) estava em um veiculo Parati com placas de Jataí (GO) transitando em alta velocidade na KM 13 da rodovia quando ao avistar a base policial entrou na contramão e empreendeu fuga.

A polícia rodoviária começou a perseguição e Pablo entrou numa estrada vicinal próxima ao Aeroporto de Dourados quando foi detido. O traficante disse que teria pegado o carro já preparado com a droga em Ponta e que levaria para a cidade de Ilha Solteira recebendo R$ 6 mil pelo “serviço”.

Jornal Midiamax