Polícia

Por mês, 40 armas novas são vendidas legalmente em Campo Grande

Compradores precisam cumprir série de exigências

Arlindo Florentino Publicado em 17/08/2017, às 11h10

None

Compradores precisam cumprir série de exigências

Pelo menos uma arma de fogo é vendida legalmente todo dia em Campo Grande. Segundo levantamento nas quatro lojas credenciadas da capital sul-mato-grossense, a média mensal é de 40 vendas legalizadas. Para a polícia, o mercado reflete a intenção das pessoas de se protegerem, e não representa perigo para a segurança pública.

Diariamente há inúmeras ocorrências envolvendo armas de fogo, e a maioria são as ilegais, vendidas clandestinamente, segundo os policiais que atuam nas ruas. Segundo um dos empresários, são vendidas armas longas e curtas em Campo Grande. As pistolas e revólveres são mais comercializadas para policiais e militares.

No entanto, há também vendas para civis, que precisam cumprir uma série de exigências, como curso de tiro, teste de aptidão e apresentação de uma série de certidões ou pertencer a um clube de tiro. As armas longas são vendidas para proprietários rurais, que também precisam cumprir uma séria de exigências.

O controle deste comércio é feito pelo Exército, enquanto na Policia Federal, é feita a expedição de portes de arma. Em julho foram requeridos 15, e até o início desta semana, foi dada a entrada de mais 11 requerimentos solicitando porte. Não há informação de quantos foram concedidos

Para o delegado João Eduardo Santana Davanço, coordenador das Delegacias de Pronto Atendimento Comunitário, o número de pedidos de porte, indica que os cidadãos estão procurando meios para se defender. “Nossa maior preocupação é com armas que são comercializadas de forma irregular. Aqueles que compram nas lojas, seguem todos os procedimentos legais e são pessoas do bem. Mas, nós que estamos sempre nos plantões das delegacias, constatamos o grande número de armas ilegais que circulam por aí”, conclui.

Jornal Midiamax