Depois de denúncias, polícia prende ladrão e descobre ‘onda de furtos’

O suspeito estava com fios de cobre derretidos 
| 27/04/2017
- 01:50
(Foto: Ilustrativa)
(Foto: Ilustrativa) - (Foto: Ilustrativa)

O suspeito estava com fios de cobre derretidos 

Depois de denúncias anônimas a Polícia Militar de Chapadão do Sul, a 325 quilômetros de Campo Grande, flagrou Ramão Benitez Recalde, de 27 anos, com quilos de fios de cobre furtados.  Depois da prisão desta manhã desta quarta-feira (26), a polícia ainda descobriu pelo menos três furtos e comércios da cidade realizados pelo suspeito.

Conforme o registro policial, os militares receberam a denúncia de que Ramão estava vendendo produtos furtados na cidade. Conhecido no meio policial por outras passagens de e tráfico de drogas, o suspeito foi rapidamente localizado pelas equipes. Ele estava em frente a uma empresa de compra e venda de sucatas, com uma mochila nas costas.

Com ele, os policiais encontraram quilos de cobre derretido, que segundo Ramão, foram “encontrados no lixão da cidade”. Ainda assim, ele foi levado para a delegacia e durante o registro do boletim de ocorrência duas possíveis vítimas do homem procuraram a polícia.

Uma das vítimas identificou o material encontrado pelos militares com sendo os furtados do seu estabelecimento horas antes da prisão. Um caminhoneiro também relatou aos policiais que na terça-feira (25) deve a bateria do caminhão furtada por Ramão.

Ele afirmou a Polícia que o autor do crime era Ramão, pois logo que percebeu o ocorrido, descobriu que ele se passou por um funcionário do barracão onde o veículo estava para cometer o furto. Horas depois, uma terceira vítima procurou a Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Desta vez, o proprietário de ferro-velho, de 54 anos, contou que durante o fim de semana viajou e foi avisado por vizinhos que o estabelecimento havia sido invadido. Do local, o ladrão levou 200 quilos de fio de cobre e também ferramentas. Nesta quarta-feira, um conhecido ligou para ele confessando ter comprado cobre do suspeito preso na data em que o furto aconteceu.

Por conta disso, o proprietário do ferro-velho também foi até a delegacia e registrou um boletim de ocorrência por furto qualificado com destruição ou rompimento de obstáculo. Mesmo com a prisão, os casos devem ser investigados.

Veja também

Últimas notícias