Cuidado: golpe da venda de carro na OLX já fez vítimas na Capital e interior de MS

As vítimas, potenciais compradores de automóveis, tem entre 21 e 59 anos
| 26/04/2017
- 17:45
Cuidado: golpe da venda de carro na OLX já fez vítimas na Capital e interior de MS

As vítimas, potenciais compradores de automóveis, tem entre 21 e 59 anos

Condição imperdível, depósito antecipado. Assim 13 pessoas foram convencidas, por anúncio em classificados on-line, a comprar carros que nunca foram entregues em Mato Grosso do Sul.

Levantamento do Midiamax apurou que as vítimas, entre 21 e 59 anos, residem nas cidades de Anastácio, Caarapó, Campo Grande, Dourados, Maracaju, Miranda, Rio Brilhante e Sidrolândia. Juntas elas perderam R$ 22.220 em depósitos bancários no nome de terceiros. 

Todos foram atraídos por anúncios no site OLX que apresentavam condições de parcelamento especiais ou mesmo valores abaixo de mercado. A negociação era intermediada com os estelionatários pelo WhatsApp. Depositado o dinheiro, a vítima era bloqueada no aplicativo.

Servidor público de 23 anos, que optou pelo anonimato, quase caiu no golpe. Ele relatou anúncio de GM Ônix 2016/2017 com entrada parcelada de R$ 8 mil e mais 72 prestações de financiamento. Ele desconfiou do pedido de R$ 3,7 mil antecipados para documentação.

“Conversei com o responsável do anúncio. Fui até Coxim com um amigo para ver o carro e fechar negócio, mas o local era estranho. Não fiz depósito e ele me bloqueou. Isso também aconteceu com outro anúncio de Naviraí que prometiam emitir boleto”, contou.

Prejuízo

Dentre os 13 boletins de ocorrência registrados, de janeiro a abril deste ano, três se destacam por utilizar nome de empresas de Amambai para validar a fraude. Em outros dois, o estelionatário cobrou deslocamento e suposto pneu furado de Volkswagen Saveiro Cross.

Transferências variaram entre R$ 500 a R$ 8.000 e estavam associadas a contas corrente ou poupança de terceiros, em sua maioria, vinculadas a Caixa Econômica Federal.  Dentre os veículos estavam Toyota Hillux, GM Ônix, Corsa, Volkswagem Gol, Jetta, Parati, Saveiro e Fiat Uno.

Recomendações

Para evitar esse tipo de prejuízo o delegado adjunto Dmitri Erik Palermo, da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Defraudações e Falsificações (Dedfaz), recomendou que o comprador pesquise muito bem a pessoa ou empresa com que negocia e procure a delegacia de polícia em caso de fraude. 

“É preciso reunir o máximo de informações como referência, endereço e telefones. Ir ao local para ver o produto e, só então, efetuar o pagamento. Carros ainda precisam ter pesquisa sobre fraude no número do chassi e consulta no departamento de trânsito”, ressaltou o delegado.

Outro lado

Sobre os casos de , a OLX ressaltou estar à disposição das autoridades nas investigações, enquanto aos clientes ressaltou que se evite qualquer tipo de depósito antecipado antes de se ter acesso ao veículo anunciado.

Outro pronto consiste em consultar no sistema do departamento estadual de trânsito dados do proprietário, multas e impostos que possam estar pendentes. A plataforma ainda disponibiliza outras dicas sobre o processo de compra.

Botão de denúncia, disponível em todos os anúncios, também pode colaborar no banimento de usuários irregulares ou com conteúdos indevidos publicados na plataforma.

“A OLX esclarece que a atividade da empresa consiste na disponibilização de espaço para que usuários possam anunciar e encontrar produtos e serviços de forma rápida e simples. Toda negociação é realizada fora do ambiente do site, assim, a empresa não tem controle sobre as transações feitas entre os usuários”, pontuou nota da empresa.

 

Atualizada para acréscimo de posicionamento.

Veja também

As mercadorias e o veículo foram apreendidos e encaminhados a Receita Federal

Últimas notícias