Homem de 50 anos procurou a Delegacia de Polícia de Maracaju nessa quarta-feira (24) para denunciar um prejuízo de quase dois milhões de reais após ser enganado por um estelionatário durante uma ligação.

Segundo a vítima, o golpista se identificou como um delegado da Polícia Federal e estaria investigando uma fraude em suas contas bancárias e passou algumas orientações.

Entretanto, o estelionatário disse que a vítima deveria fazer algumas transações para realizarem a perícia e comprovarem a fraude, e os valores seriam restituídos posteriormente.

Assim, o homem realizou mais de 25 transferências, desde o dia 22 de abril e que totalizaram R$ 1.880.000,00. Ainda segundo o denunciante, fez os depósitos para diversos beneficiários.

Somente no dia 22 teriam sido efetuados 10 depósitos no valor de R$ 50 mil cada. No dia seguinte (23) foram realizadas 13 transferências nos valores de R$ 60.000,00. O caso foi registrado como estelionato e está sendo investigado pela Polícia Civil de Maracaju.