Ele trabalhava no local há 8 meses

Identificado o trabalhador rural morto na noite de sábado (14), em uma fazenda a 9 quilômetros de Campo Grande. Mario Hartge Carvalho, de 41 anos, o ‘Gauchinho’, que trabalhava há pouco tempo a propriedade rural, foi assassinado com golpe de barra de ferro na nuca.

A esposa da vítima foi até a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro após fazer o reconhecimento. Ela contou ao Jornal Midiamax que Mario trabalhava há 8 meses na fazenda Indiaporã e deixa dois filhos, de 14 e 16 anos. Ele começou trabalhando na propriedade de empreitada, mas já estava fixo.

A mulher de Mario ainda diz que não conhece o suspeito de cometer o crime, identificado até o momento apenas como ‘Baixinho’, que também havia começado a trabalhar na fazenda recentemente.

Homicídio

De acordo com o casal que testemunhou o crime, por volta das 21 horas todos consumiam bebidas alcoólicas na fazenda quando ‘Gauchinho’ e ‘Baixinho’ se estranharam e o autor do crime deu uma rasteira na vítima e pegou uma barra de ferro.

As testemunhas correram para a casa sede da fazenda e, pouco tempo depois, o autor do crime foi até eles dizendo que havia matado a vítima. Ele ainda teria pegado uma faca e colocado no pescoço, dizendo que se mataria, mas foi convencido de não fazê-lo. Segundo o casal, ‘Baixinho’ pegou a bicicleta da vítima e saiu da fazenda em direção a Campo Grande.

Equipe de plantão do SIG (Setor de Investigações Gerais) e Perícia estiveram no local e o caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro como homicídio qualificado por motivo fútil.