Quadrilha de roubo de soja é desarticulada pela polícia em MS

Polícia Civil identificou mais quatro integrantes de bando
| 04/05/2015
- 17:45
Quadrilha de roubo de soja é desarticulada pela polícia em MS

Polícia Civil identificou mais quatro integrantes de bando

Após desarticular uma que roubou mais de 80 toneladas de soja em Maracaju, a 162 quilômetros de Campo Grande, a Polícia Civil identificou mais quatro integrantes do bando neste fim de semana.

A polícia localizou no pátio de um posto de combustíveis uma Scania R440, vermelha, placas OOI-2004, de Caarapó (MS), e o Volvo NH12380. Os motoristas dos veículos, Vilmar Alberto Darold, de 45 anos, e Odair José de Oliveira, 40, foram presos e negaram participação no roubo.

Porém, depois de confrontados com as provas, inclusive das imagens das câmeras de segurança, confessaram o crime. Eles disseram à polícia que foram contratados por Antônio Alves, de 40 anos, conhecido como ‘Fumaça”, para transportarem a soja até Caarapó. Pelo transporte receberiam R$ 5 mil, valor quatro vezes maior que o do frete normal.

Os motoristas afirmaram também que receberam de Antônio duas notas fiscais em branco que foram utilizadas para legalizar a carga e vender para a mesma empresa vítima. As notas fiscais foram fornecidas pelo produtor rural Lázaro Gomes Paula, de 51 anos, pela quantia de R$ 4 mil.

Em contato com o Jornal Midiamax, na tarde desta segunda-feira (4), o advogado dos motoristas Vilmar e Odair, informou que os dois não estão presos. Eles foram ouvidos e liberados pela Polícia Civil. 

Segundo a Polícia Civil, a organização criminosa é encabeçada por André Cabral Salu, que planejou o roubo e agregou funcionários da empresa Maicon Mendes de Souza de 20 anos, Erisson Alonso para auxiliarem no carregamento, bem como contratou Geziel Lucas de Carvalho Carlonga e Vasueid Portilho de Souza para, com ameaça de arma de fogo, renderem o vigia e trancá-lo em um banheiro.

Para a venda do produto André contratou Antônio, que providenciou a contratação dos demais integrantes.

Veja também

Ele e outras testemunhas tentaram apagar incêndio com baldes e mangueira

Últimas notícias