Tenente Kirly sofreu fratura exposta ao ser atropelado

O tenente Kirly Douglas de Moura, de 34 anos, lotado no DOF (Departamento de Operações de Fronteira), teve uma fratura exposta na perna esquerda durante uma ação policial em que foi atropelado neste domingo (24), em Rio Brilhante, a 158 quilômetros de .

Segundo a assessoria da Santa Casa, o militar deu entrada na madrugada desta segunda-feira (25), por volta das 2h30, com fratura exposta. O policial está no setor de pré-ortopedia e será encaminhado para fazer cirurgia.

Ainda de acordo com a assessoria, o estado de saúde do tenente Kirly é estável. Ele está consciente e orientado.

Caso

Policiais do DOF (Departamento de Operações da Fronteira) durante patrulhamento na área rural de Rio Brilhante avistaram carros escondidos em meio um canavial. Era um Vectra, preto, placas EDK-7606, de Barretos, e um Hyundai Azera, prata, placas EMY-7808, de (SP), que estavam recheados de maconha.

Alguns dos policiais iniciaram buscas nas proximidades da plantação para tentar localizar os condutores, bem como sinal de telefonia móvel para acionar um guincho para remover os veículos que estavam sem as chaves.

No momento que a equipe que estava a pé se aproximava de uma estrada à margem da BR-267, um Astra em alta velocidade e sem obedecer à ordem de parada jogou o carro na direção dos policiais, furou o bloqueio e ao fugir atropelou o tenente Kirly Douglas.

O Astra, cinza, placas HMO-3627, de Catanduvas (SP), foi encontrado a dois quilômetros do local do , mas os traficantes haviam fugido. No veículos foram encontrados 2,4 toneladas de maconha, além de um fuzil chinês, réplica do AK-47, uma submetralhadora Uzi 9 mm, munições dos calibres 762 e 556 e cocaína. Os carros, as armas e munições foram encaminhados para a sede do DOF.

Saiba Mais