Polícia

Polícia procura remédios do SUS vendidos ilegalmente em farmácias da Capital

Equipes estão em vários pontos em busca de carga roubada

Midiamax Publicado em 18/06/2015, às 18h40

None
capa.jpg

Equipes estão em vários pontos em busca de carga roubada

Agentes da Polícia Civil e da Vigilância Sanitária Municipal de Campo Grande estão desde a manhã desta quinta-feira (18) vasculhando farmácias e distribuidoras de medicamentos da Capital. Eles buscam remédios do SUS (Sistema Único de Saúde) que estariam sendo vendidos ilegalmente em Mato Grosso do Sul.

Os remédios, que deveriam ser distribuídos gratuitamente em postos de saúde, seriam de uma carga roubada em Minas Gerais e estariam sendo revendidos em várias farmácias do Estado. Nesta manhã, os policiais fiscalizaram uma farmácia no centro de Campo Grande e, agora, realizam buscas em uma rede de distribuição na saída para Três Lagoas.

Ainda não há informações de que apreensões de medicamentos tenham sido feitas. A ação da polícia, denominada Operação Pharmacos, conta com a participação da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado), da Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo), do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) e da Vigilância Sanitária Municipal.

De acordo com o delegado titular da Decon, Elton de Campos Galindo, a operação começou nas primeiras horas desta quinta-feira. “Realizamos fiscalizações em vários locais, mas por enquanto não vamos falar sobre o assunto”, afirmou o delegado. Várias equipes policiais estão dividias pela Capital para efetuar as fiscalizações. 

Jornal Midiamax