Empresa também foi multada em R$ 10 mil

Uma das equipes da PMA (Polícia Militar Ambiental) de Costa Rica realizava fiscalização na zona rural do município de na tarde de quinta-feira (4) quando localizou uma área degradada para retirada de aterro, na MS-359. O aterro estava sendo retirado com uso de uma máquina pá-carregadeira, a 5 km de Alcinópolis e transportado por caminhões caçamba.

Os veículos foram apreendidos e as atividades interditadas. O responsável pela infração, de 54 anos, residente em Alcinópolis foi autuado administrativamente e multado em R$ 3.000. Ele responderá por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental. A pena para este crime é de três a seis meses de detenção.

A PMA localizou para onde estava indo o aterro, que era uma empresa de Construções de Alcinópolis. A empresa foi autuada em R$ 10.000 pelo armazenamento ilegal do material. Os responsáveis também responderão por crime ambiental.