Militar que morreu durante missão estaria bêbado e teria se jogado no rio

Marinheiro teria se jogado no rio para tomar banho durante folga
| 12/05/2015
- 21:03
Militar que morreu durante missão estaria bêbado e teria se jogado no rio

Marinheiro teria se jogado no rio para tomar banho durante folga

O militar da Marinha Patrick Anthony Vilagra, de 20 anos, encontrado morto nesta segunda-feira (11) em Porto Murtinho, estava bêbado e teria se jogado no rio para tomar banho, segundo relato de colegas da corporação. Patrick estaria de folga na noite de sábado (9).

A revelação foi feita pelo Comando do 6° Distrito Naval de Ladário. “Obtivemos informações de militares que estavam de serviço no dia do acontecido, que Patrick, em período de folga, ingeriu bebida alcoólica e retornou em estado alterado para o navio Leverger, onde servia, acompanhado de seus colegas e decidiu tomar banho de rio. O militar se jogou perto de um dos navios que estava atracado. Os militares que estavam de serviço, presenciaram a cena e jogaram boias e até mangueiras de incêndio para resgatá-lo, o que não foi possível e houve o desaparecimento do marinheiro”, relatou o comandante Petrônio Augusto Siqueira de Aguiar ao Diário Corumbaense, jornal local.

Segundo Petrônio, o marinheiro nunca apresentou distúrbio ou histórico de alterações psicológicas. Ele descartou as possibilidades de suicídio e de possível insatisfação com a corporação.

Marinha abre sindicância para apurar morte

Um inquérito militar foi aberto e a contar do dia 09 de maio, transcorre com um prazo de 40 dias para conclusão. Serão ouvidos os militares que estavam de serviço e que acompanhavam o marinheiro em seu período de folga para esclarecer o caso.

Entenda o caso

Equipes da Marinha do Brasil e mergulhadores do Corpo de Bombeiros encontraram nesta segunda-feira (11), por volta das 7 horas, o corpo do marinheiro Patrick Anthony Vilagra, de 20 anos, que caiu no Rio Paraguai, em Porto Murtinho, ao retornar para embarcação na noite do último sábado (9).

Conforme nota divulgada pela Marinha do Brasil, por meio do Comando do 6º Distrito Naval, o marinheiro foi encontrado a 30 quilômetros ao sul de Porto Murtinho. O corpo foi levado para o IML (Instituto Médico-Legal) de Jardim, a 239 quilômetros de Campo Grande.

O acidente aconteceu em Porto Murtinho, a 454 quilômetros da Capital, na região leste do Estado. O marinheiro estava lotado no Navio Transporte Fluvial Almirante Leverger.

A Marinha do Brasil destaca que as buscas foram iniciadas, no mesmo dia em que ocorreu o acidente, pelas embarcações orgânicas e mergulhadores do Monitor Parnaíba, do Navio de Apoio Logístico Potengi, do Navio Patrulha Poti, da Agência Fluvial da região, além do próprio Leverger, onde o marinheiro estava.

Veja também

Governo atualiza lista e coloca 2 'representantes' de MS entre os mais procurados

Últimas notícias