Feridos em tentativa de fuga na Máxima são identificados pelo Sinsap/MS

Sindicato não confirma buraco em cela
| 08/05/2015
- 18:46
Feridos em tentativa de fuga na Máxima são identificados pelo Sinsap/MS

Sindicato não confirma buraco em cela

Os quatro feridos a tiros em tentativa frustrada de fuga foram identificados pelo Sinsap/MS (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul) como Waldiney Santos de Souza, Renato Nunes Gonçalves, Wesley Henrique dos Santos e Itamar dos Santos Pinto. Eles eram do Pavilhão 2 A e B, do EPSM (Estabelecimento Penal de Segurança Máxima), no Bairro Noroeste, região leste de Campo Grande.

O presidente do Sinsap/MS, André Luiz Santiago, informou que a tentativa de fuga começou com um dos presos. “Um dos detentos teve o acesso ao solário, pulou a cerca de proteção e foi para a área de segurança, ele percebeu que os guardas o viram, pois foi dada a voz de parada. Entretanto, ele tentou voltar e houve os tiros”, conta.

Os disparos atingiram os demais presos que estavam no pátio da penitenciária. Os quatro presos foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhados para a Santa casa de Campo Grande.

Na Máxima há 1.220 internos, a capacidade é para 900 presos. O fato aconteceu próximo do Pavilhão 2 B, onde estão 500 reeducandos.

Veja também

Um homem de aproximadamente 30 anos foi atingido com vários tiros na frente de casa...

Últimas notícias