Polícia

Dois são presos por manter rapaz desaparecido em cárcere privado

Um terceiro envolvido no crime não foi encontrado

Midiamax Publicado em 12/06/2015, às 21h56

None
depac_piratininga_-_mj_1.jpg

Um terceiro envolvido no crime não foi encontrado

Um jovem de 19 anos e uma mulher de 21 foram presos como suspeitos de manter um consultor de telefonia e um amigo dele em cárcere privado desde segunda-feira (8) na Vila Marcos Roberto. De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga, um terceiro envolvido no crime não foi localizado.

As vítimas, de 33 e 30 anos, contaram para a polícia que na noite do dia 8 de junho foram até uma residência do bairro para que o consultor de telefonia saltasse uma dívida de R$ 100, referente a tráfico de drogas. Assim que os amigos chegaram ao local encontraram o suposto traficante, uma mulher e outras cinco pessoas, que os obrigaram a entrar na casa e os trancaram em um quarto.

Além disso, as motos das vítimas também foram roubadas. Durante os dias que permaneceram em cárcere, as vítimas relataram foram agredidas com pedaços de madeira e capacetes, até que na madrugada desta sexta-feira (12), se aproveitaram da distração dos autores e conseguiram fugir do local, que ficava trancado com uma corrente.

Após a fuga, a Polícia Militar se descolou até a casa apontada e realizou a prisão de dois envolvidos, ambos reconhecidos pelas vítimas. Com eles foram encontrados um pedra de pasta base, celulares e R$ 339. As duas motos também foram recuperadas.

Os dois autores negaram o crime e alegaram serem apenas usuários de drogas da região, ainda assim foram presos e encaminhados para a delegacia. As vítimas também apontaram um terceiro envolvido, que não foi encontrado pela polícia. O caso foi registrado como sequestro e cárcere privado, associação criminosa – portar drogas, para consumo pessoal – roubo majorado pelo concurso de pessoas.   

Jornal Midiamax