Depois de seis dias, mulher procura hospital para retirar droga de órgão genital

A droga seria levada para presidiário do Segurança Máxima
| 31/05/2015
- 02:04
Depois de seis dias, mulher procura hospital para retirar droga de órgão genital

A droga seria levada para presidiário do Segurança Máxima

Uma mulher, de 43 anos, passou por cirurgia no Hospital Regional, em Campo Grande, nessa sexta-feira (29), depois de passar seis dias com 350 gramas de introduzida no órgão genital.

De acordo com o boletim de ocorrência a mulher teria introduzido o entorpecente para entregar no presídio de Segurança Máxima, no domingo passado (24). Aos policiais a mulher não disse para quem levaria a droga, mas disse que receberia 300 reais pelo serviço.

Segundo informações da mulher ao chegar ao presídio não teria conseguido retirar a droga e só procurou ajuda médica depois de passar mal com o entorpecente em seu corpo. Para a retirada do entorpecente foi necessária intervenção cirúrgica feita no Hospital Regional.

O entorpecente foi levado a Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) e a mulher ainda hospitalizada permanece escoltada pela polícia.

 

Veja também

Ele responde a dois processos e só teve a liberdade garantida em um deles

Últimas notícias