Polícia

Corpo encontrado no Inferninho é de motorista que ‘sumiu’ de motocicleta

O fato foi registrado como homicídio doloso

Midiamax Publicado em 13/04/2015, às 14h47

None
20150412_195518.jpg

O fato foi registrado como homicídio doloso

O corpo encontrado no fim da tarde de domingo (12), por praticantes de rapel perto da ponte da Cachoeira do Inferninho, localizada na região norte de Campo Grande, foi identificado como José Ferreira Dias Sobrinho, de 50 anos. A vítima é um motorista que morava no Bairro Vida Nova, também área norte.

O filho da vítima procurou a Polícia Civil para denunciar o desaparecimento do pai que ocorreu no dia 5 deste mês. Informações apuradas pela equipe Jornal Midiamax dão conta de que, o filho de José teria falado com o pai um dia antes e estranhou o sumiço dele.

Consta também que, José teria sumido com o próprio veículo, a Honda Titan, vermelha, placa HSU-2760, de Iguatemi (MS). Porém, ontem, o corpo dele foi encontrado ‘desovado’ e não havia pistas sobre o veículo.

A vítima foi encaminhada ao Imol (Instituto de Medicina e de Odontologia Legal), onde foi reconhecida pelo filho. Uma das características que ajudou na identificação é que ele tinha uma deficiência em um dos pés.

O caso foi registrado ontem como homicídio doloso, com intenção de morte, por conta de diversas lesões no corpo provocadas por tiros.

A investigação será encaminhada para a 2ª DP (Delegacia da Polícia Civil) do Bairro Monte Castelo, área norte da Capital, mesma região onde ocorreu a morte, porém, o caso pode ser considerado como latrocínio, roubo seguido da morte, por conta do sumiço do veículo.

Neste caso, a investigação será encaminhada para a Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos), no Bairro Universitário, região sul de Campo Grande.

Jornal Midiamax