Parte dos animais foram encontrados em outra fazenda

Cinco homens foram presos por suspeita de integrarem uma quadrilha especializada em . De acordo com o boletim de ocorrência registrado no Garras (Grupo Especializado em Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) os criminosos teriam furtado uma grande quantidade de gado de uma fazenda em , a 444 quilômetros de Campo Grande.

Consta no registro que as prisões ocorreram em cumprimento de mandados de prisão. Foram presos Nivaldo Leite Ribeiro, de 49 anos, João Jose de Araújo Junior, de 35 anos, Gedalvo Jose Braz, de 57 anos, Valdeir Gassi Pereira, de 33 anos, e Thiago Belardo dos Santos, de 24 anos.

Segundo as investigações, Valdeir seria um dos receptadores dos animais furtados. João José seria o intermediário entre os suspeitos de furto e o receptador. Já Thiago seria o capataz da fazenda que teve os animais furtados. Os animais adquiridos por Valdeir estavam em uma fazenda de .

Todos os envolvidos foram encaminhados para o Garras, onde foram autuados em flagrante por associação criminosa.