Polícia

Caixas eletrônicos arrombados foram derretidos com maçarico

Os crimes seguem em investigação

Renata Portela Publicado em 16/07/2015, às 15h24

None
caixa_eletronico.jpg

Os crimes seguem em investigação

Os casos de tentativa de roubo aos caixas eletrônicos na Capital seguem sob investigação da Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assaltos e  Sequestros). Até o momento, ninguém foi preso.

De acordo com o delegado adjunto da Garras, Fábio Peró, ele não pode dar mais detalhes sobre os casos, para que as buscas não sejam atrapalhadas. A suspeita é de que o mesmo grupo agiu em dois pontos diferentes da Capital, no Jardim Aero Rancho e no Jardim das Meninas.

Ainda segundo o delegado, a primeira informação é de que os assaltantes usavam um aparelho de solda. No entanto, foi confirmado que eles fizeram uso de um maçarico modificado.

Casos

Na última semana, dois caixas eletrônicos foram “derretidos” em Campo Grande. Os casos aconteceram nas madrugadas de quarta-feira (8) e domingo (12).

O primeiro fato ocorreu no Prático Aero Rancho. Segundo uma testemunha que preferiu não se identificar, os criminosos quebraram a janela e entraram no local com a ajuda de uma corda. Eles arrombaram um caixa eletrônico do Banco do Brasil, mas não conseguiram levar o dinheiro.

O segundo caso foi em um supermercado, no Jardim das Meninas. Os assaltantes invadiram o estabelecimento e desligaram o alarme. Além disso, viraram as câmeras de segurança para não serem flagrados. Eles derreteram o caixa 24 horas, mas também não conseguiram levar o dinheiro. 

Jornal Midiamax