Advogado de envolvido em escândalo sexual acredita que deleção será aceita pelo MPE

Amilton reforça que existem elementos consistentes para aprovação da deleção
| 29/07/2015
- 02:24
Advogado de envolvido em escândalo sexual acredita que deleção será aceita pelo MPE

Amilton reforça que existem elementos consistentes para aprovação da deleção

Amilton Ferreira Almeida, advogado de defesa de Fabiano Viana Otero, preso por suposta extorsão de políticos em esquema de prostituição de adolescentes, diz ter esperanças substanciadas de que a delação feita pelo cliente a Polícia Civil, será aceita pelo Ministério Público Federal.

“Vamos formar pedido para efeito de delação, se o juiz ver momento certo podemos fazer esse pedido. A intenção da delação e da defesa é ajudar o cliente e ela está fluindo está forte”, reforçou o advogado, ao acrescentar que existem elementos consistentes para aprovação da deleção.

Ainda segundo Amilton, a aprovação também depende da vontade de Fabiano, visto que ele já sinalizou que existem mais envolvidos, mas ainda não quis divulgar os nomes. “Não pode falar quantos nem quem são, mas possivelmente pode ter (nomes novos), vai depender dele também, para ele ser beneficiado nessa delação”, explica o advogado.

Amilton explicou que a delação consiste na apresentação do pedido pelo advogado, o recolhimento do depoimento de Fabiano pela polícia, a posterior averiguação dos fatos declarados pelo depoente, pelos policiais e encaminhamento para o MPE. Após todo esse procedimento, o juiz responsável pelo caso deve analisar se aceita ou não a delação, mediante o que já foi apresentado, e se julgar procedente, marca uma delação oficial, no qual a suspeito deverá narrar novamente todo o fato, assim como os envolvidos, mediante diminuição da pena.

Veja também

Piloto é jogado da moto e desliza pelo capô até cair no chão

Últimas notícias