Preso tirava tornozeleira eletrônica e colocava em pescoço de galo no RS

Um caso curioso chamou a atenção de policiais militares em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Ao vasculhar um galinheiro na casa de um suspeito durante uma operação contra o tráfico de drogas, a Brigada Militar encontrou um galo usando uma tornozeleira para monitoramento eletrônico de presos do regime semiaberto. O flagrante ocorreu na […]
| 16/08/2014
- 20:43
Preso tirava tornozeleira eletrônica e colocava em pescoço de galo no RS

Um caso curioso chamou a atenção de policiais militares em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Ao vasculhar um galinheiro na casa de um suspeito durante uma operação contra o tráfico de drogas, a Brigada Militar encontrou um galo usando uma tornozeleira para monitoramento eletrônico de presos do regime semiaberto. O flagrante ocorreu na noite de quarta-feira (13) no bairro Guajuviras.

De acordo com a corporação, o equipamento deveria estar sendo utilizado pelo proprietário da residência, que cumpre pena no regime semiaberto. A polícia acredita que o homem tirou o equipamento para enganar o monitoramento e vender drogas na região. Na casa dele ainda foram localizadas 35g de cocaína, 55g de maconha, um revólver calibre 38 e munição. O homem foi preso em flagrante e levado até uma delegacia.

A BM não soube detalhar como o apenado conseguiu remover a tornozeleira e fixar o equipamento no pescoço da ave. De acordo com a Superintendência dos Serviços Penitenciários do Rio Grande do Sul (Susepe), responsável pelo monitoramento eletrônico de apenados, a tecnologia prevê que um alarme seja disparado caso o equipamento seja rompido.

Veja também

Um homem foi preso por furtar fios de uma residência que funciona como depósito por...

Últimas notícias