Um homem de 40 anos foi preso por suspeita de matar uma mulher por causa de um teste de paternidade em Goiás, segundo informações divulgadas pela Polícia Civil nesta segunda-feira. O crime ocorreu no dia 28 de junho na cidade de Jaupaci, no centro do Estado.

De acordo com o Grupo de Repressão a Narcóticos (Genarc), Ademir Martins da Costa, conhecido como Nenzico, matou Sirneli Aves de Oliveira, 31 anos, com um golpe de faca na região do pescoço, provavelmente enquanto ela dormia. Segundo a perícia, ele carregou o corpo da mulher até a varanda da casa, localizada no Setor Aeroporto.

A vítima era mãe de quatro filhos. O mais velho recentemente havia se submetido a um exame de DNA para verificar quem era o pai, apontado como sendo Nenzico. O resultado, no entanto, não comprovou a suspeita da mãe. Desde então, a polícia diz que Nenzico nutria “grande raiva por Sirneli”.

Após o crime, o suspeito fugiu para a cidade de Itaberaí e, posteriormente, para Itapuranga, onde se escondeu em uma fazenda. Após duas semanas de investigações, e com a decretação da prisão preventiva pela comarca de Israelândia, os agentes conseguiram prender o suspeito na última quarta-feira.