Polícia

Solto há quase dois meses, cadeirante é preso novamente por tráfico de drogas na Capital

Há um mês e 15 dias longe do Instituto penal de Campo Grande, onde cumpria pena por tráfico de drogas, M. R. da S. O., 28 anos, portador de deficiência física foi preso novamente na madrugada de hoje com 15 papelotes de pasta base de cocaína. A prisão foi feita por policiais militares, durante rondas […]

Arquivo Publicado em 15/07/2010, às 18h05

None

Há um mês e 15 dias longe do Instituto penal de Campo Grande, onde cumpria pena por tráfico de drogas, M. R. da S. O., 28 anos, portador de deficiência física foi preso novamente na madrugada de hoje com 15 papelotes de pasta base de cocaína. A prisão foi feita por policiais militares, durante rondas realizadas no centro da Capital, próximo a Rua 26 de Agosto.


Segundo informações da polícia, o jovem, cadeirante, estava com a droga que seria comercializada guardada no bolso de sua calça. Além do entorpecente, os militares encontram o valor de R$ 287 que seriam oriundos do tráfico.


O traficante foi preso em flagrante e encaminhado para a CEPOL (Centro de Polícia Especializada da Capital).


A pena para o crime de tráfico de drogas pode variar de um mês a 15 anos de prisão. No caso de M. que foi preso no início do ano, como não tinha antecedentes criminais, ficou detido por seis meses e foi liberado, mas desta vez, sua penalidade deve ser maior, é o que explica um policial militar, cuja identidade foi preservada.


Ainda segundo o policial, o rapaz teria dito que o entorpecente era para seu próprio consumo, diante desta atitude o militar explicou que é comum traficantes serem presos com drogas e se defenderem dizendo que são apenas usuários, pois esta é uma forma de se livrar da penalidade, tendo em vista que, usuários não são detidos, apenas cumprem medidas sócio-educativas.

Jornal Midiamax