Ao meio-dia desta terça-feira, 21, o recém-eleito presidente da , Javier Milei, recebeu um telefonema do , que ligou para libertário para parabenizá-lo pela vitória deste domingo, 19.

O telefonema marca o primeiro gesto diplomático entre Milei e Francisco após uma série de controvérsias causadas por declarações do líder da coalizão A Liberdade Avança.

O presidente convidou o santo pontífice para uma visita oficial à Argentina como chefe de Estado e também como líder do catolicismo.

Em 2020, Milei, que se autodeclara católico, chamou o Francisco de “imbecil” e disse que ele “é o representante do maligno na Terra”. Segundo declarou em diversas entrevistas, Milei acredita que o papa está “do lado do mal” porque apoia a taxação de impostos.

No passado mês de outubro, Milei afirmou em entrevista com Tucker Carlson, que é apresentador da rede de televisão conservadora americana Fox News, que o papa “tem afinidade com comunistas assassinos” e viola os Dez Mandamentos ao defender a “justiça social”.

De acordo com fontes do partido de Milei, a conversa entre o presidente e o Papa foi “agradável” e durou cerca de oito minutos. Em mais detalhes da ligação, fontes de A Liberdade Avança confirmaram à mídia argentina que Milei disse a Francisco que sabe que tem “um desafio importante para combater a pobreza e a miséria” e afirmou que trabalhará “fortemente” com as “crianças” e na melhoria da educação.

Por sua vez, Francisco parabenizou o libertário pela vitória e disse a ele que terá de enfrentar a nova etapa com “sabedoria e coragem”.

Saiba Mais