Após manter o câmbio congelado desde agosto, o governo da aumentou a cotação oficial do nesta quarta-feira (15), de 350 pesos argentinos para 353,05 pesos, conforme relataram operadores a múltiplos veículos de imprensa locais.

O ajuste confirma os planos já anunciados pelo do país, de retomar o regime cambial de “crawling peg”, em que a divisa se desvaloriza de maneira gradual em pequenos passos.

No mês passado, o secretário de política econômica do país, Gabriel Rubinstein, antecipou que a depreciação seria de 3% por mês.

Segundo o jornal Clarín, as mudanças não necessariamente ocorrerão todos os dias e não deve haver previsibilidade no ritmo de alterações.

O dólar estava congelado em 350 pesos desde 14 de agosto, no dia seguinte às primárias das eleições presidenciais, em que o candidato ultraliberal Javier Milei ficou em primeiro lugar.

No primeiro turno do pleito, o ministro da economia, Sergio Massa, surpreendeu e se recuperou ao primeiro posto. O segundo turno entre Milei e Massa está marcado para o próximo domingo.

Saiba Mais