Uma suposta ameaça de bomba na Casa Rosada, sede do governo argentino em Buenos Aires, gerou um alerta da polícia local a poucos minutos do fechamento das urnas, enquanto os argentinos ainda saíam para decidir o futuro da nação no primeiro turno da disputa pela presidência.

A existência da bomba ainda não foi confirmada. Segundo autoridades, a ameaça de bomba foi comunicada por telefone.

“A brigada de explosivos está trabalhando agora [na suposta ameaça]”, disse em comunicado à imprensa local a (PFA).

De acordo com as primeiras informações, em uma chamada para o 911 uma pessoa disse ter colocado uma bomba em Balcarce 50, sede do Nacional. Depois disso, a ligação foi interrompida.

Saiba Mais