Duas pessoas morreram nesta terça-feira (3), depois que um adolescente abriu fogo no shopping Siam Paragon, um grande centro comercial no centro de Bangcoc, considerado um dos principais destinos de compras da capital da Tailândia. O atirador se entregou à polícia e está detido, informaram os serviços de emergência da Tailândia.

A polícia disse que um suspeito foi levado sob custódia menos de uma hora depois dos primeiros relatados no Siam Paragon. A imprensa tailandesa informou que o atirador tem 14 anos, embora o chefe de polícia Torsak Sukvimol tenha confirmado apenas que ele é menor de e parece sofrer de doença mental.

Torsak disse que duas pessoas foram mortas, um visitante da China e um cidadão de Mianmar. Anteriormente, Yutthana Sretthanan, diretora do Centro Médico de Emergência Erawan de Bangcoc, havia dito que três pessoas morreram e seis ficaram feridas. Não houve explicação para a discrepância, embora Yutthana Sretthanan mais tarde tenha reforçado o número da polícia.

Testemunhas disseram que multidões deixaram o prédio. Imagens de pânico também foram registradas em vídeos publicados nas redes sociais. Os socorristas puderam ser vistos entrando no shopping enquanto as sirenes soavam do lado de fora.

A turista chinesa Liu Shiying disse à Associated Press que viu pessoas correndo e dizendo que alguém havia aberto fogo. Ela disse que ouviu tiros e um alarme tocando, e que as luzes do shopping se apagaram.

O tiroteio levou as autoridades a fechar temporariamente o acesso à estação de trem elevada da Praça Siam, nas proximidades, impedindo a saída dos passageiros quando a hora do rush noturno começou e a chuva intensa atingiu a cidade.

O ataque ocorre poucos dias antes do primeiro aniversário de um dos maiores massacres da história recente da Tailândia, na província de Nong Bua Lam Phu. Um ex-policial armado com faca e revólver atacou uma creche, matando 24 e 12 adultos. (Com agências internacionais).

Saiba Mais