UE diz que decisão da Rússia de banir Deutsche Welle é 'inaceitável'

Decisão russa foi tomada em momento de tensão entre o país e potências ocidentais
| 04/02/2022
- 15:57
Pessoas deixam um prédio da emissora pública alemã Deutsche Welle em Moscou
Pessoas deixam um prédio da emissora pública alemã Deutsche Welle em Moscou - Imagem: NATALIA KOLESNIKOVA/AFP

A União Europeia (UE) lamentou, por meio de um comunicado de um porta-voz, o fato de que autoridades da Rússia decidiram banir do país a emissora pública alemã Deutsche Welle. O governo russo designou a emissora como um "agente estrangeiro" e fechou seu escritório em Moscou, o que para a UE é "inaceitável e não tem qualquer justificativa".

Segundo a UE, a decisão do regulador alemão de proibir a estatal russa RT DE operar no país ocorreu por esta não ter uma licença válida, algo distinto do caso da Deutsche Welle na Rússia. "A reação das autoridades russas lamentavelmente ilustra de novo suas contínuas violações da liberdade de imprensa e o desrespeito à independência da mídia", diz o bloco, que promete continuar a monitorar o caso e pede que a emissora volte a ter licença para operar em solo russo.

A decisão russa foi tomada em momento de tensões entre o país e potências ocidentais, após a Rússia concentrar tropas na fronteira com a Ucrânia.

 

Veja também

Biden abriu sua participação na cúpula anunciando que os EUA estão estabelecendo uma sede permanente na Polônia

Últimas notícias