EUA liberam vacina contra covid-19 para crianças até 6 meses

Apesar de autorizadas, as vacinas só poderam ser dadas após os conselheiros de vacinas do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA votarem e as recomendarem
| 17/06/2022
- 12:12
EUA liberam vacina contra covid-19 para crianças até 6 meses

Os imunizantes da Moderna e Pfizer/BioNTech para Covid-19 estão agora autorizados para uso emergencial em crianças pequenas. Segundo o portal CNN, a Food and Drug Administration dos EUA expandiu as autorizações para as vacinas na sexta-feira para incluir crianças de até 6 meses.

Apesar de autorizadas, as vacinas só poderão ser dadas após os conselheiros de vacinas do Centro de Controle e de Doenças dos EUA votarem e as recomendarem - uma votação está marcada para sábado - e a diretora do CDC, Dra. Rochelle Walensky, aprovou essa recomendação.

A Casa Branca declarou que as vacinações para crianças mais novas podem começar na próxima semana. O imunizante da Moderna agora está autorizada para uso em crianças de 6 meses a 17 anos e a da Pfizer/BioNTech para crianças de 6 meses a 4 anos.

"Muitos pais, cuidadores e médicos estão esperando por uma vacina para crianças mais novas e esta ação ajudará a proteger aquelas com até 6 meses de idade. dos resultados mais graves do COVID-19, como hospitalização e morte", disse o comissário da FDA, Dr. Robert M. Califf, a CNN, atraves de um comunicado de imprensa.  “Aqueles que cuidam de crianças podem ter confiança na segurança e eficácia dessas vacinas COVID-19 e podem ter certeza de que a agência foi minuciosa em sua avaliação dos dados”. Continuou.

Anteriormente, a vacina Pfizer/BioNTech era autorizada para maiores de 5 anos e aprovada para maiores de 16 anos, já a vacina da Moderna era autorizada apenas para adultos.Dr. Peter Marks, diretor do Centro de Avaliação e Pesquisa Biológica da FDA, chamou as vacinas Covid-19 para faixas etárias mais jovens um "marco".“É um marco reduzir a faixa etária para essas vacinas enquanto trabalhamos nisso”, disse Marks na quarta-feira em uma reunião do Comitê Consultivo de Vacinas e Produtos Biológicos Relacionados da FDA.

Nessa reunião, os membros do comitê votaram unanimemente a favor da ampliação das autorizações para incluir crianças a partir de 6 meses."Poder votar pela autorização de duas vacinas que protegerão crianças de até 6 meses de idade contra esta doença mortal é uma coisa muito importante", disse o membro do comitê Dr. Archana Chatterjee, reitor da Escola de Medicina de Chicago da Universidade Rosalind Franklin. .Ela comparou o dia a dezembro de 2020, quando as primeiras vacinas contra a Covid-19 foram autorizadas para adultos e adolescentes mais velhos. As informacoes sao do Portal CNN.

As crianças mais novas serão vacinadas?

Alguns profissionais da saúde pública temem que, embora as vacinas Covid-19 sejam autorizadas para as criancas menores, os pais deles podem nao levar seus filhos para receber o imunizante.

A aceitacao ainda é pequena e lenta nos Estados Unidos. "Ter opções de vacinas para as crianças mais novas é muito importante; no entanto, vimos uma absorção relativamente baixa de vacinas contra a Covid em crianças do grupo de 5 a 12 anos e, portanto, minha preocupação é que a aceitação nas crianças mais novas com menos de 5 anos de idade também pode ser menor do que gostaríamos", disse à CNN o Dr. Dan Barouch, diretor do Centro de Virologia e Pesquisa de Vacinas do Beth Deaconess Medical Center, em Boston, na quarta-feira.

Conforme dados levantados por uma pesquisa do Monitor de Vacinas da Kaiser Family Foundation , publicada em maio, apenas 18% dos pais de crianças menores de 5 anos disseram que vacinariam seus filhos contra o Covid-19 assim que uma vacina estivesse disponível.
"Acho que quanto mais a pandemia estiver no espelho retrovisor para algumas pessoas - ou elas acreditam que é -, menos compelidas elas serão a fazer isso, e por isso temos uma grande campanha de educação em saúde pública pela frente". disse Freeman. “Além disso, os departamentos de saúde em nível local procurarão entender o cenário de sua comunidade em termos de quantos provedores, pediatras e farmácias realmente se inscreveram para distribuir a vacina”.

Veja também

O míssil não municiado foi disparado da base da Força Aérea em Vandenberg, na Califórnia

Últimas notícias